quarta-feira, 18 de março de 2009

Por que sai tão caro

O Senado é a Casa legislativa mais cara do Brasil, como a Transparência Brasil revelou pela primeira vez em 2007, em estudo que eu coordenei. Naquele ano, proporcionalmente, a manutenção da Casa custava mais de R$ 33 milhões por parlamentar.

Os escândalos recentes, incluindo a farta distribuição de passagens aéreas pela Roseana Sarney e a conta do celular da filha do Tião Vianna, têm como cereja do bolo uma singela correção que o Senado divulgou no final da tarde de hoje.

Pela manhã, dizia-se que a Casa tinha 136 diretores e que os representantes dos nossos estados cogitavam demitir metade deles.

À tarde, corrigiu-se o número impreciso. Na verdade, a Casa dispõe de 181 diretores.

Ou seja: eles não apenas têm mais diretores do que senadores (são 2,23 diretores por senador) como também sequer têm certeza de quantos diretores eles têm.

Não admira que saia tão caro manter nossos queridos senadores.

2 comentários:

Valek disse...

Cortem-lhe as cabeças!

Anônimo disse...

No Senado do Brasil,
Realmente triunfa as nulidades e a injustiças.
A farra do dinheiro público reina no senado com seu milhares de funcionários, etc...